O ano de 2019 já começou com tudo, e a gestão financeira de sua empresa precisa ser administrada sem erros de forma a manter um controle — seja de receitas, despesas, fluxo de caixa, etc. — estritamente adequado, garantindo o sucesso de sua companhia.

Sendo assim, é importante que o gestor financeiro defina bem as métricas e objetivos financeiros. É necessário também que ele esteja devidamente habilitado, a fim de realizar uma boa gestão dos processos sendo capaz de impulsionar seu negócio a ponto de gerar lucros presentes e futuros.

Dito isso, no nosso blog post explicaremos como dedicar a atenção aos indicadores certos, quais ações tomar e como cuidar da gestão financeira de forma a alcançar suas metas.

Confira nossas dicas para começar 2019 do jeito certo e com tudo em dia!

Gestão financeira empresarial: quais ações tomar?

A gestão financeira empresarial, como se sabe, nada mais é que o conjunto de medidas e procedimentos que visam potencializar os ganhos de uma organização.

Entender como funciona o mercado financeiro é crucial para uma gestão financeira empresarial saudável, porém nem sempre é uma tarefa fácil. O sucesso de sua empresa dependerá desta correta gestão que é o coração de um negócio, e é de extrema importância estar ciente de sua relevância.

5 ações para a melhoria de sua gestão financeira

É fundamental compreender que as 5 ações que selecionamos abaixo, quando combinadas, influenciarão de forma positiva sua gestão financeira. Podem servir como um passo a passo de como começar a se planejar. Confira:

1. Organize tudo o que a empresa deve pagar e receber

2. Desenvolva um olhar crítico quanto ao capital de giro. Como?

  • Fiscalizando os prazos oferecidos aos clientes
  • Desenvolvendo um sistema eficaz de cobrança
  • Mantendo a taxa de inadimplência de seus clientes sob controle
  • Acompanhando a fabricação dos produtos
  • Ficando mais próximo do processo de venda, entrega e recebimento.

3. Fiscalize a taxa de conversão das receitas da empresa

4. Faça uso do fluxo de caixa, que é principal indicador

5. Efetue a análise dos resultados em termos de receita e despesa

E não esquecer que, todos os processos que funcionam dentro de uma empresa (como recursos humanos, vendas, marketing, controle de estoque, fiscal) estão diretamente ligados ao controle financeiro.

Indicadores financeiros a se avaliar

Com o mercado cada vez mais competitivo, quem não ‘entrar na dança’ pode ficar para trás. Sim, se a mensuração dos resultados de uma empresa não for rigorosa, a companhia pode perder completamente o controle financeiro e, por ventura, encerrar suas atividades.

Dessa forma, analisar indicadores (ou índices) financeiros é um ponto fundamental e primordial para se ter uma ideia da atual realidade de uma empresa, e de como se projetar para o futuro.

E saber quais os indicadores financeiros devem ser analisados muitas vezes não é uma tarefa tão simples assim. Diante disto, selecionamos os principais para a mensuração de resultados da sua empresa. Até porque não é recomendado controlar as finanças de forma manual:

  • Indicadores de lucratividade: são referentes ao DRE (Demonstrativo Resultado do Exercício) e indicam o quanto a empresa obteve efetivamente de lucro com as vendas em um determinado período;
  • Indicadores de rentabilidade: indicam o quanto a sua empresa obteve de lucro em relação às receitas geradas a partir das vendas, ativos e pelo capital que foi investido;
  • Indicadores de estrutura de capital: analisam o índice de endividamento da empresa e a sua capacidade de gerar capital para arcar com os juros;
  • Indicadores de liquidez: avaliam a respeito da viabilidade de seu orçamento atual para cumprir com os compromissos financeiros dentro de um curto prazo;
  • Indicadores de atividade: avaliam quanto tempo a empresa leva para transformar as contas em vendas ou caixa.

Quanto maior a análise por meio dos índices, melhor a forma de se comparar com outras empresas, ou de se fazer um estudo de si mesma ao longo do tempo.

Importância de ter as informações e ferramentas financeiras atualizadas

Para se ter uma boa gestão financeira, é necessário ter o controle de todos os processos e ferramentas, garantindo a segurança de todas essas informações.

Havendo um controle financeiro eficaz, você vai poder avaliar como foi o desempenho do seu fluxo de caixa no passado e comparar com o presente para se preparar para o futuro, e assim identificar possíveis falhas que possam ter ocorrido e/ou despesas desnecessárias, além de alternativas de lucro. Os softwares de gestão financeira ajudarão e muito nessas lacunas. E por isso, devem estar sempre atualizados.

Com as finanças seguras e integradas, a sua gestão consequentemente será facilitada, permitindo uma melhor tomada de decisões no negócio de sua empresa!

Gostou do conteúdo? Deixe um comentário abaixo e compartilhe nas redes sociais!